sábado, dezembro 11, 2010

Conselho de Jetro

Se você estiver negligenciando a si mesmo, pensando que pode ser herói e desafiar as realidades da vida, você está em solo perigoso. Cuidar de si mesmo não é opção, é o antídoto para a exaustão, é um componente necessário na vida de um servo de Cristo. (Fonte: Instituto Jetro)

sexta-feira, outubro 29, 2010

Quebrantamento e Autoridade

Tem muito tempo que não posto nada, mas quero deixar um trecho de um livro maravilhoso que você deve ler, chama-se "Perfil de Três Reis", de Gene Edwards.


Deus possui uma universidade. É uma escola pequena. Pouca matrícula, e ainda menor o número de graduados. De fato muito, muito poucos.
Deus possui essa escola porque ele não tem homens quebrados. Mas tem vários outros tipos de homens. Ele possui homens que dizem ter a autoridade de Deus... mas não têm; homens que se DIZEM quebrantados... mas não o são. E homens que são a autoridade de Deus, mas que são loucos e não quebrantados. E ele tem , dolorosamente, uma mistura espectroscópica de tudo quanto há entre esses extremos. Ele tem em abundância tudo isso; mas homens quebrados, quase nenhuns.
Na santa e divina escola de submissão e quebrantamento, por que são tão poucos os alunos? É porque todos os que se encontram nessa escola têm de sofrer muita dor. E, como você pode conjeturar, é frequentemente o dirigente não quebrantado (escolhido soberanamente por Deus), quem determina o castigo. Davi foi aluno nessa escola, e Saul foi o instrumento escolhido por Deus para esmigalhar Davi. À medida que a loucura do rei aumentava, crescia o conhecimento de Davi. Ele compreendia que Deus o tinha colocado no palácio do rei sob legítima autoridade.
A autoridade do rei Saul, não é verdade? Sim, autoridade escolhida por Deus. Escolhida para Davi. Autoridade não quebrantada, sim. Mas divina em ordenação, apesar de tudo.

domingo, setembro 26, 2010

E, agora Josué?

Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa esse Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel” Js 1:2

Moisés, o libertador de Israel, guiou o povo no deserto. Eram peregrinos, buscando a terra prometida. Moisés não entrou em Canaã, somente a viu de longe e em seguida faleceu. E agora, Josué? Este era servo de Moisés e o substituiria após a sua morte. Com certeza Moisés o havia treinado para exercer esta tarefa, guiar o povo e ajuda-lo a se estabelecerem na terra prometida. Com certeza não era uma tarefa fácil. E agora, Josué? Desafios geográficos, disputas por terra, conflitos familiares, medo e pressão do grupo. E agora? Deus lhe diz que Moisés era morto e que era o tempo de assumir sua tarefa. Agora era o tempo de Josué!

Tantas vezes queremos fugir dos desafios! Ou tentamos reviver o que se passou, com medo de viver o presente ou um futuro que se apresenta inexorável a nossa frente.

O tempo de Moisés passou, agora é o tempo de Josué! O que fizemos pode ser relatado, mas não mais experimentado e nem vivido. Nossos sonhos e planos se descortinam diante de nós. Temos o desafio de testemunhar o ardor do Evangelho. Vamos retroceder? Não! Vamos caminhar com a promessa de Deus a ecoar em nossa mente: “ Não te mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não te atemorizes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares.” Js 1:9. Que Deus nos abençoe nestes dias!

Pastora Fátima

quarta-feira, setembro 22, 2010

Prá não dizer que falei da Tenda

Encontrei o texto, que foi escrito por mim em 2005. Havia publicado esse texto em uma página que estou tirando do ar, mas decidi postá-lo aqui. Quando escrevi não sabia que quase 5 anos depois, iriamos sair das instalações de uma igreja para 100 pessoas, para uma tenda com capacidade para 400. Então leia o texto e espero que Deus fale com você!

Já pensou quantas oportunidades o Senhor tem nos dado para viver o extraordinário de Deus? Deus tem nos chamado para uma vida em profundidade com Ele, nos convida a sair do lugar comum, a alargar o espaço da nossa tenda! Em Is 54.2, 3 o Senhor nos diz: Alargue o lugar de sua tenda, estenda bem as cortinas de sua tenda, não o impeça; estique suas cordas, firme suas estacas. Pois você se estenderá para a direita e para a esquerda; seus descendentes desapossarão nações e se intalarão em suas cidades abandonadas.

Deus está nos chamando para entrar em sua tenda. Tenda é lugar de acolhida. Em Israel, entrar na tenda era ganhar o direito de inviolabilidade, ou seja na tenda, o hospede era pessoa sagrada e intocável. A estrutura flexivel da tenda permite que suas dimensões sejam ampliadas e que seja deslocada de um lugar ao outro.

Deus nos acolheu, nos colocou sob sua tenda e agora seremos nós a chamar outros para debaixo da tenda do Senhor. A romper com o comum e crer que Deus tem coisas grandiosas a nosso respeito! Que seu dia seja cheio da plenitude de Deus e a mão do Senhor te sustente por onde quer que você ande! 

terça-feira, setembro 21, 2010

Jesus e o GPS

Mostra-me, Senhor o Teu caminho para eu caminhar na Tua verdade. Salmo 86.11. O salmista está pedindo ao Senhor para mostrar o caminho da verdade. Seu desejo era sincero, queria evitar o erro e caminhar na verdade.
Certa vez, Jesus falava aos seus discípulos e afirmou que eles sabiam o caminho para onde Ele ia (João 14.4). Mas Tomé perguntou: Senhor, nós não sabemos para onde vai; como saber o caminho? E então Jesus respondeu: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” Jo 14.6.
A pergunta que motiva a resposta de Jesus, foi a de alguém que estava dizendo: olha é impossível chegar a um lugar que não conheço o destino. Como escolher uma rota se não tenho o local. Tomé contradiz o que Jesus havia dito de que eles sabiam para aonde Ele ia. Está aí uma das mais fundamentais verdades: mesmo na contradição humana, de nem mesmo reconhecer que o único lugar que precisamos estar é no centro da vontade do Pai, Ele nos ama! E diz: Eu Sou o Caminho! Isso basta!
Tomé pensava na geografia da terra. Quem sabe eu você diríamos: vou descobrir qual o lugar que Ele irá para que eu possa ligar no meu GPS. Nosso GPS é Jesus! Ele nos dá a localização de onde estamos, me mostra meus pecados e misérias da minha alma. Sua voz nos diz por onde passar: Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele (Is 30.21). A pessoa que quiser ser guiado por um GPS precisa primeiramente adquirir um e colocá-lo para funcionar. A única coisa requerida do condutor é ter o aparelho e ligá-lo, o restante os satélites fazem! Jesus é o caminho, o GPS, o início e o fim de todas as coisas.
O salmista orou pedindo para que o Senhor mostrasse o caminho, centenas de anos depois essa oração foi respondida, quando Ele mesmo decidiu vir até nós. Jesus disse claramente: eu sou o caminho! A palavra profética de Isaias se cumpriu em Jesus: Esse é o caminho andai por Ele!
Não existe atalho, ou caminho mais fácil. Assim como o aparelho pode falhar, hoje ele é 95% confiável por causa do lixo espacial e desgaste dos satélites, nossa rota pode entrar em falência também. Nossos desejos, idéias, sonhos, mas em Jesus eu posso confiar! Sua rota é segura, porque foi para o Pai nos preparar um lugar e prometeu que voltará para nos buscar!

terça-feira, setembro 14, 2010

FIGUEIRA VERSUS CORDEIRO

Ao pecar Adão e Eva escolheram para si seu destino: perderam a intimidade com Deus. Buscaram produzir então algo que os ajudasse a suportar a perda de intimidade, veja: Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si. Gn 3.7
Ao tentarem tampar sua nudez, estavam criando para si algo que os protegesse da sua nudez. Eles somente puderam cobrir a sua culpa, mas não puderam obter o perdão do seu pecado. Assim acontece ainda hoje, quando criamos para nós um sistema religioso que nos impede de ver a realidade da nossa nudez espiritual.Acreditamos que a nossa boa intenção nos afastará do inferno. É quando nos tornamos legalistas. Jesus falou sobre isso com a Igreja de Laodicéia: “nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu”. Ap 3.17.
Legalismo significa pôr as regras acima de Deus e das necessidades humanas. O legalismo é uma forma de escravidão. O legalismo é atrativo mas destrutivo, porque pega a Deus e O coloca numa caixinha. A religião é nosso inimigo! Foi ela que matou Jesus!
A Bíblia diz em Colossenses 2:23 “Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne..” 
O legalista ou religioso pode ser extremamente sincero no que crê. Mas decidiu por si mesmo que Deus não pode fazer algo que seja diferente do que aprendeu com suas vivências, experiências.
Mas como Deus nos ama tanto, Ele não desiste de nós, por isso não nos deixa enganados. Deus não aceitou a veste da religião, feita por Adão e Eva: Fez o SENHOR Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu. Gn 3.21
Deus dá para eles se cobrirem túnicas de peles, significando que um dia o Cordeiro de Deus vestiria todos os homens da Terra. Não era a figueira temporária, mas o Cordeiro perma­nente.
Pare de costurar roupas de figueira e seja vestido com as vestes de salvação, de graça e cura feitas pelo Senhor! Deus abençõe você nesse dia!

Nos Rios do Espírito

Dias 08 a 10 de outubro Nos Rios do Espírito, na Igreja Metodista em Guarapari, com Mark Shubert. Assista o vídeo abaixo e conheça um pouco desse ministro:


quinta-feira, setembro 09, 2010

AS TRÊS PENEIRAS DE SÓCRATES

Um homem foi ao encontro de Sócrates levando ao filósofo uma informação que julgava de seu interesse:

— Quero contar-te uma coisa a respeito de um amigo teu!

— Espera — disse o sábio. Antes de contar-me, quero saber se fizeste passar essa informação pelas três peneiras.

— Três peneiras? Que queres dizer?

— Devemos sempre usar as três peneiras. Se não as conheces, presta bem atenção. A primeira é a peneira da VERDADE. Tens certeza de que isso que queres dizer-me é verdade?

— Bem, foi o que ouvi outros contarem. Não sei exatamente se é verdade.

— A segunda peneira é a da BONDADE. Com certeza, deves ter passado a informação pela peneira da bondade. Ou não?

Envergonhado, o homem respondeu:

— Devo confessar que não.

— A terceira peneira é a da UTILIDADE. Pensaste bem se é útil o que vieste falar a respeito do meu amigo?

— Útil? Na verdade, não.

— Então, disse-lhe o sábio, se o que queres contar-me não é verdadeiro, nem bom, nem útil, então é melhor que o guardes apenas para ti.

sábado, setembro 04, 2010

UM DIA DE CLAMOR

18 de Setembro 
será um dia de oração e jejum pelo nosso Brasil.
Um dia em que a Igreja de Jesus no nosso país, é convocada a pôr os seus joelhos em chão e levantar um clamor aos Céus. Vamos clamar por justiça, vamos reivindicar os princípios bíblicos em nossa sociedade, vamos nos arrepender dos nossos pecados e vamos interceder por misericórdia pela nossa nação.

Obedecendo o que a Bíblia nos ensina em 1 Tim. 2:1-2, vamos levantar orações e súplicas pela nossa liderança governamental. Durante 8 horas consecutivas (10-18hs) iremos nos reunir em jejum e juntos clamar por um novo tempo no Brasil. Juntos como um só Corpo, a poucos dias das eleições, estaremos participando de algo que poderá mudar a história de nosso país. Este dia será uma mobilização para utilizarmos a nossa arma mais efetiva: a oração. Cremos na Bíblia quando ela nos diz: “a oração do justo pode muito em seus efeitos” Tiago 5:16, e por isso nos reuniremos para promover nada além do que um clamor pelo Brasil. Um clamor sem representações de denominações ou partidos, mas sim debaixo de uma só bandeira: Jesus Cristo.

Um Dia de Clamor não promoverá pregadores, bandas ou ministérios. Não é algo voltado ao crescimento de ministérios. Mas tem como propósito voltar os corações ao Senhor em favor de nosso país. Este é um tempo de mudanças, e nós como povo de Deus precisamos nos levantar e clamar pela intervenção dEle como eram feitas nas assembléias descritas em II Cr. 20:3-4 e Joel 1, 2:14-17.

Neste dia estaremos clamando para que o povo brasileiro acorde e interceda pelas nossas autoridades. Para que o povo de Deus se disponha a jejuar e se humilhar perante Deus pela nossa nação, assim como está escrito: “Se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar e orar, buscar a Minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” – II Cr. 7:14

Nos levantaremos como Igreja para orar por vitória contra o aborto, crime organizado, alta prostituição, pedofilia, venda ilegal de órgãos de crianças, união homossexual, e desfalecimento do poder pátrio. Clamaremos para que homens e mulheres justos, cheios de ética, honestidade e compaixão se ergam e atendam o chamado sobre a Igreja.
“Procurei entre eles um homem que erguesse o muro e se pusesse na brecha diante de Mim e em favor desta terra, para que eu não a destruísse, mas não encontrei nenhum.”-Ez. 22:30

Nosso país está precisando urgentemente da misericórdia de Deus e a Igreja precisa se unir em intercessão e adoração diante do Trono. Vamos entrar como Nação em um Novo Dia.
Que venha o governo de Cristo sobre o Brasil!
 

quinta-feira, setembro 02, 2010

O medo e o amor de Deus

Quando o vi, caí aos seus pés como morto. Então ele colocou sua mão direita sobre sim e disse: "Não tenha medo. Eu sou o primeiro e o último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para sempre! E tenho as chaves da morte e do inferno". Ap. 1.17, 18

Jesus está sempre nos dizendo: Não tenha medo! Por que será? O medo é um sentimento humano, produzido a partir da queda (Gn 3). Quando perdemos a companhia íntima de Deus. O medo revela nossa humanidade, mas também revela o quanto somos orgulhosos, tentando viver sem depender de Deus, baseado na nossa experiência, em antigas vivências. O medo tem como base fundamental perdas, rejeições, decepções, experiências passadas. Ele nunca se orienta pelo futuro ou presente, mas sempre pelo passado.

O combate ao medo só é possível na confiança do eterno amor de Deus por nós. Deus é amor! Somente a confiança no amor de Deus pode lançar fora de nós o medo! "No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo". 1 João 4:18. 

A confiança no amor de Deus nos faz abandonar o medo, porque esse amor nos assegura que há esperança para o futuro, que Ele cuida de nós, que como um pai que deseja o melhor para os seus filhos, assim é o Senhor. Deus abençõe você!




O medo e o amor de Deus

terça-feira, agosto 31, 2010

Rainha Vasti e a Igreja do Senhor


"Quando, porém, os oficiais transmitiram a ordem do rei à rainha Vasti, esta se recusou a ir" Et 1.12. 
A rainha Vasti representa a igreja corrompida pelo pecado da arrogância que ignora a graça de Deus em Seu chamado de sermos luz em meio às trevas. Ao desprezar o chamado do Rei, afronta Sua autoridade, mostra altivez e independencia. Por isso Jesus afirmou que muitos são chamados, Poucos são escolhidos. Não porque Ele queira que seja, mas poucos decidem se matricular na escola do quebrantamento, obedecendo ao Rei.

quarta-feira, agosto 18, 2010

O Abençoado de Deus

Leia o Salmo 1 e responda: você se considera uma pessoa abençoada por Deus?
A árvore plantada junto às águas, estende suas raízes para o ribeiro.
Você é uma semente que frutificou.
Já pensou no milagre que Deus fez em sua vida?
O fato de você estar na presença do Pai é um milagre. Você nasceu de novo!
Algumas sementes não nascem, algumas morrem por não haver profundidade, conforme Jesus explicou na parábola do semeador. Mas você nasceu!
Plantados junto as águas é uma condição de todo aquele que passou pelo novo nascimento.
O livro de Apocalipse nos conta que existe um rio, que sai do trono de Deus e do Cordeiro, ele é chamado o “Rio da Água da Vida”, e que é brilhante como cristal.
Há um convite: “Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida” Ap. 22.17.
Jesus afirmou que quem o seguisse do seu interior iria fluir rios de águas vivas.
Ao se apresentar a mulher samaritana, disse a ela que poderia dar a ela uma água viva, porque quem bebe desta água jamais sentiria sede.
A água da vida é presença de Deus em nós. Deus não se limita ao trono da glória, mas como a água penetra em nossos poros, em nossa corrente sanguínea, tornando-nos saudáveis! Assim é a presença de Deus em nós!
Indivíduos desidratados apresentam um volume de sangue menor que o normal, o que força o coração a aumentar o ritmo de seus batimentos, quadro chamado pelos médicos de taquicardia.
Com menos água, a pele se torna áspera e as mucosas perdem o turgor, ficando com aspecto enrugado e pouco viçoso. Os olhos podem ficar fundos.
Quando a falta de água prejudica o funcionamento dos músculos, pode ocorrer fraqueza e sensação de corpo pesado. Se a falta de água chegar ao cérebro, uma pessoa pode até entrar em coma ou morrer.
Casos graves de desidratação prejudicam o funcionamento dos rins, cuja função é excretar a urina. Quando isso ocorre, o volume urinário pode ficar perigosamente baixo ou simplesmente chegar a zero.
Por isso, a árvore saudável estende suas raízes para a corrente das águas, porque sabe que ali encontra motivação para viver!
Se você nasceu de novo, você já é abençoado!
Se você bebeu da água da vida, você é abençoado!
Se você procura aproximação com o Pai, você é abençoado!
Nossa vida é feita de estações assim como o ano. Existem estações de chuva, de plantio, de colheita, e estações de espera - as quais são normalmente tempos de seca.
Quase todos preferem a chuva dos céus e as estações de colheita mais do que os tempos de seca ou de espera. Contudo, nossa resposta à estação de seca afeta diretamente nossa preparação para as estações de chuva ou de colheita que certamente vêm a seguir. Na agricultura, todas as estações possuem a mesma importância pois o objetivo é a colheita. Para produzir uma colheita cada estação é importante, até mesmo os tempos de sequidão.
Como eu reajo quando vem o calor?
Minha folha continua verde?
Como não se perturbar diante da má noticia? Mantendo verde a folha, ou seja, mantendo nossa expectativa e esperança no Senhor! Cada vez que nossos olhos põem-se a esperar de alguém ou de uma determinada situação, nós perdemos o foco, perdemos o vigor. Nos tornamos solitários, em meio ao deserto e não conseguimos nem mesmo enxergar quando o bem vier (Jr 17.5).
Continuo a dar fruto?
“Nisso é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto” Jo 15.8, mas só é possível dar fruto se permanecermos ligados na videira. Não podemos dar frutos de nós mesmos.
A árvore só pode dar fruto em tempo de seca por causa da provisão feita em tempos de chuva. Se não existe abastecimento das águas do Espírito em você, não espere força para o tempo da sequidão.
Se você não receia diante das tribulações, você é abençoado!
Se você continua a dar fruto mesmo diante da sequidão, você é um abençoado!
Louvado seja Deus!!!

domingo, agosto 15, 2010

No vale de ossos secos, Deus faz um exército se levantar!

Arreio de Deus

Essa semana, Deus trouxe ao meu espírito a lembrança dessa ministração do Mark Shubert. Em um culto em 2007, eu li esse texto e quando terminei as pessoas estavam tão quebrantadas, que ficamos no altar por aproximadamente uma hora e meia, sendo ministrados pelo Senhor. Pessoas em pranto de arrependimento, foram cheias da presença de Deus, tocadas com o óleo da alegria. Leia o texto abaixo e receba em seu espírito esta palavra! Boa leitura!

Há uma extraordinária operação do Espírito acontecendo hoje para trazer os Filhos de Deus a um absoluto confinamento à perfeita vontade de Deus. Este é o Dia da Sua Preparação, o dia no qual Ele está preparando o canal através do qual Ele derramará Sua Glória para todo o mundo ver. Este canal é o Seu Corpo na terra, aquela gloriosa companhia de pessoas que estão sendo conformadas, através de muita tribulação e testes de fogo, à Imagem do Filho de Deus. Este é Seu “machado e armas de guerra" com as quais Ele subjugará reinos e derrotará todos os Seus inimigos. Este é o Seu “Poderoso e valente” a quem Ele dará a tarefa de julgar o mundo. Este é o Seu Vencedor, Seu “Grande Exército” com o qual Ele trará nações à submissão. As armas da luta deles não são carnais, armas naturais, mas elas são armas poderosas, poderosas através de Deus para destruir fortalezas. Há aqueles que serão “fortes e farão proezas."

Mas antes de Deus poder colocar esse grande e tremendo ministério em suas mãos, eles devem se submeter à disciplina do Senhor, deixando que Ele seja realmente o Senhor de suas vidas. Há muito tempo que lidamos com a questão do pecado exposto, mas agora Deus está lidando com a rebelião interna de nossa própria vontade. Alguns bons cristãos não estão sendo tão tratados agora, pois eles não estão nessa Companhia das Primícias, no entando há um verdadeiro tratamento de Deus acontecendo dentro daqueles chamados para o Alto Chamado de Deus. Isto é algo muito real, e é uma obra do Fogo Refinador. Para aqueles que estão passando por isso, alguns de seus aspectos são terríveis, mas muito necessários, e o resultado final dele é glorioso à medida que somos trazidos à completa e absoluta submissão à vontade de nosso Senhor.

Foi em uma conferência de ministros em Tulsa, Oklahoma que Deus me deu uma visão que eu quero compartilhar com você, sobre esse arreio de nossa própria vontade. Haviam mais de 30 ministros presentes naquela quinta-feira de manhã em particular, e Deus, o Pai dos Espíritos, estava presente para tartar com Seus filhos, para corrigí-los, e discipliná-los à absoluta obediência à Sua vontade. Havia um tratar muito duro no Espírito que ninguém conseguia ir ao púlpito e ministrar, havia uma reluntância entre os ministros para dizer qualquer coisa exceto aquilo que fosse diretamente ordenado pelo Espírito. E enquanto aqueles homens de Deus se assentavam alí na presença do Deus Todo Poderoso, alguns deles tendo muitos anos de ministério, alguns missionarios, todos capazes de levanter e pregar um poderoso sermão, eu fiquei impressionado pela forma como eles responderam à disciplina do Espírito. E em meio a esse extraordinário tratamento de Deus com nossos espíritos, o Espírito Santo me deu uma visão …

Eu Vi a Carruagem do Rei

Numa estrada de terra em meio a um vasto campo estava uma bela carruagem, algo da ordem de uma diligência, mas toda margeada de ouro e com lindos entalhes. Era puxada por seis cavalos alazões, dois na liderança, dois no meio e dois na retaguarda. Mas eles não estavam se movendo, eles não estavam puxando a carruagem, e eu me perguntei porque. Então eu vi o condutor debaixo da carruagem, no chão deitado de costas, bem atrás das patas dos dois últimos cavalos, trabalhando em algo nas rodas dianteiras da carruagem. Eu pensei, “Uau, ele está em um lugar perigoso; pois se um desses cavalos chutasse ou pisasse para trás, eles poderiam matá-lo, ou se eles decidissem ir para frente, ou se assustassem de alguma forma, eles puxariam a carruagem para cima dele."
Mas ele não parecia amedrontado, pois ele sabia que aqueles cavalos eram disciplinados e não se moveriam até que ele os dissesse para fazê-lo. Os cavalos não estavam batendo as patas e nem estavam agitados, os sinos não estavam tilintando. Haviam pompons em seus arreios sobre suas cabeças, mas os pompons não estavam se movendo. Eles estavam simplesmente de pé e quietos, esperando pela voz do Mestre.

Haviam Dois Jovens Potros no Campo

Enquanto eu olhava os cavalos arreados, eu notei dois jovens potros vindo do campo aberto, e eles aproximaram da carruagem e pareciam dizer aos cavalos: "Venham e brinquem conosco, nós temos muitos jogos legais, nós vamos correr com vocês, venham nos pegar …"E com isso os potros deram coices, levantaram as patas, sacudiram os rabos e correram pelo campo aberto. Mas quando eles olharam para trás e viram que os cavalos não os estavam seguindo, eles ficaram confusos. Eles não sabiam coisa alguma sobre arreios, e não podiam entender porque os cavalos não queriam brincar. Então eles gritaram: “Por que vocês não correm conosco? Vocês estão cansados? Vocês são fracos demais? Vocês não têm força para correr? Vocês são solenes demais, vocês precisam de mais alegria na vida." Mas os cavalos não responderam uma palavra se quer, eles nem bateram as patas nem balançaram as cabeças. Mas eles permaneceram calmos e quietos, esperando pela voz do Mestre.

Novamente os potros gritaram para eles: "Por que vocês ficam aí no sol quente? Venha aqui à sombra dessa bela árvore. Veja quão verde a grama é? Vocês devem estar com fome, venham e se alimentem conosco, é tão boa e tão verde. Vocês parecem estar com sede, venham e bebam de um de nossos muitos ribeiros de água limpa e fresca." Mas os cavalos lhes responderam com nada mais do que um olhar, mas permaneceram quietos, esperando pelo comando de prosseguir com o Rei.

Potros no Curral do Mestres

E então a cena mudou, e eu vi laços cairem ao redor dos pescoços dos dois potros, e eles foram levados para o curral do Mestre para treinamento e disciplina. Quão tristes eles ficaram à medida que os adoráveis campos brancos desapareciam, e eles foram colocados no confinamento do Curral com sua terra marrom e cerca alta. Os potros corriam de cerca para cerca, buscando liberdade, mas descobriram que eles estavam confinados a esse lugar de treinamento. E então o Treinador começou a trabalhar com eles, com seu Chicote e Rédea. Que morte para aqueles que tinham estado toda sua vida acostumados a tal liberdade! Eles não podiam entender a razão para tal tortura, essa terrível disciplina. Que grande crime eles tinham cometido para merecer isso? Pouco eles sabiam da responsabilidade que estava para lhes ser dada quando eles tivessem se submetido à disciplina, aprendido a perfeitamente obedecer o Mestre, e terminado seu treinamento. Tudo que eles sabiam era que esse processo era a coisa mais terrível que eles já conheceram.

Submissão e Rebelião

Um dos potros se rebelou durante o treinamento, e disse, "Isto não é para mim. Eu gosto de minha liberdade, meus montes verdes, meus ribeiros de água fresca. Eu não vou mais aceitar esse confinamento, esse terrível treinamento." Então ele achou um modo de escapar, pulou a cerca e correu feliz de volta às campinas gramadas. E eu fiquei atônito de o Mestre o ter deixado ir, e não ter ido após ele. Mas Ele devotou Sua atenção ao potro que permaneceu. Esse potro, mesmo que ele tivesse a mesma oportunidade de escapar, decidiu submeter sua própria vontade, e aprender os caminhos do Mestre. E o treinamento se tornou mais duro que nunca, mas ele estava rapidamente aprendendo mais e mais a como obedecer o mais leve desejo do Mestre, e a responder mesmo à quietude de Sua voz. E eu vi que se não houvesse treinamento, nem teste, não haveria nem submissão nem rebelião de nenhum dos potros. Pois nos campos eles não tinham a oportunidade de rebelar ou submeter, eles estavam sem pecado em sua inocência. Mas quando trazidos para o lugar de teste e treinamento e disciplina, então se fez manifesta a obediência de um e a rebelião que estava escondida no coração do outro. E mesmo que parecesse mais seguro não vir para o lugar de disciplina por causa do risco de ser achado rebelde, ainda assim eu vi que sem isso não poderia haver participação de Sua glória, não haveria filhiação.

Sob o Arreio

Finalmente esse período de treinamento estava terminado. Agora ele foi recompensado com sua liberdade e enviado de volta aos campos? Oh não. Mas um confinamento ainda maior agora aconteceu, quando um arreio caiu sobre os seus ombros. Agora ele descobriu que não havia nem mesmo a liberdade de correr pelo pequeno curral, pois com o arreio ele só podia se mover onde e quando o Mestre falava. E a não ser que o Mestre falasse, ele ficava quieto.

A cena mudou, e eu vi o outro potro de pé próximo a colina, mordicando a grama. Então do outro lado do campo, vinha pela estrada a carruagem do Rei, puxada por seis cavalos. Com surpresa, ele viu que na liderança, no lado direito, estava seu irmão potro, agora forte e maduro pelo bom milho do estábulo do Mestre. Ele viu os lindos pompons balançando ao vento, notou as brilhantes bordas de ouro do arreio sobre seu irmão, ouviu o lindo tilintar dos sinos nos seus pés... e inveja veio ao seu coração. Então ele reclamou para si mesmo: "Por que meu irmão foi tão honrado, e eu sou negligenciado? Eles não colocaram sinos nos meus pés, nem pompons em minha cabeça. O Mestre não me deu a maravilhosa responsabilidade de puxar Sua carruagem, nem colocou sobre mim o arreio de ouro. Por que eles escolheram meu irmão ao invés de mim?" E pelo Espírito a resposta veio a mim enquanto eu assistia. "Porque um se submeteu à vontade e à disciplina do Mestre, e o outro se rebelou, por isso um foi escolhido e o outro desprezado."

Uma Fome na Terra

Então eu vi uma grande seca varrer os campos, e a grama verde se tornou morta, seca, marrom e quebradiça. Os pequenos ribeiros se secaram, pararam de fluir, e havia somente uma pequena poça de lama aqui e alí. Eu vi o pequeno potro (Eu fiquei impressionado que ele nunca parecia crescer ou amadurecer) `a medida que corria aqui e alí pelos campos procurando por ribeiros de águas frescas e verdes pastagens, sem achar nada. Ainda assim ele corria, aparentemente em círculos, procurando por algo para alimentar o seu espírito faminto. Mas havia uma fome na terra, e as ricas verdes pastagens e ribeiros de ontem já não existiam. E um dia o potro estava de pé próximo à colina sobre pernas fracas e vacilantes, perguntando-se onde ir para encontrar alimento, e como encontrar forças para ir. Parecia ser inútil, pois boa comida e ribeiros eram coisas do passado e todo o esforço de encontrar mais somente gastavam suas já poucas forças. De repente ele viu a carruagem do Rei vindo pela estrada , puxada por seis grandes cavalos. E ele viu seu irmão, gordo e forte, músculos ondulados, lustroso e bonito, muito bem tratado. Seu coração ficou surpreso e perplexo, e ele gritou: "Meu irmão, onde você acha alimento para mante-lo forte e gordo nesses dias de fome? Eu corri por todo lugar em minha liberdade, buscando alimento, e não encontrei nada. Onde você, em seu terrível confinamento, encontra alimento nesse tempo de seca? Diga-me, por favor, pois eu preciso saber!" E então a resposta veio de uma voz cheia de vitória e louvor: "Na Casa de meu Mestre, há um lugar secreto nos limites do confinamento de Seu estábulo onde Ele me alimenta de Sua própria mão, e Seus celeiros nunca se esvaziam, e Seus poços nunca se secam." E com isso o Senhor me fez saber que no dia em que as pessoas estão fracas e famintas em seus espíritos no tempo da fome espiritual, que aqueles que tiverem perdido sua própria vontade, e tiverem entrado no lugar secreto do Altíssimo, no absoluto confinamento de Sua perfeita vontade, terão abundância do milho do Céu, e um fluir interminável de ribeiros frescos de revelação por Seu Espírito. Assim a visão terminou.

Interpretação da Visão

"Escreve a visão, faze-a clara sobre tábuas, para que aquele que passar correndo a possa ler” (Hab 2:2). "Selai os cavalos, montai cavaleiros” (Jer 46:4). Eu tenho certeza que muitos de vocês que podem ouvir o que o Espírito diz à Igreja, já viram o que Deus está mostrando na visão. Mas deixe-me torna-la clara. Ser nascido na Família de Deus, alimentar-se nas verdes pastagens e beber dos muitos ribeiros da revelação dos Seus propósitos é bom e maravilhoso. Mas não é o suficiente. Enquanto éramos crianças, jovens, indisciplinados, limitados apenas pela cerca externa da Lei que corriam ao redor dos limites do pasto (que nos impediam de entrar nas pastagens escuras de ervas venenosas), Ele estava contente em nos assistir desenvolver e crescer até nos tornarmos um homem jovem, espiritualmente falando. Mas chegou a hora para aqueles que se alimentaram em Suas pastagens, e beberam em Seus ribeiros, quando chegou a hora de eles serem trazidos para a disciplina, ou “treinamento infantil” com o propósito de faze-los Filhos maduros. Muitos dos filhos hoje não podem entender porque alguns daqueles que colocaram o arreio de Deus não podem se empolgar com os muitos jogos religiosos e com as divertidas palaçadas dos imaturos. Eles se perguntam por que os disciplinados não correm após cada nova revelação ou se alimentam de cada oportunidade de se envolver em, aparentemente “boas e proveitosas” atividades religiosas. Eles perguntam por que alguns não correrão com eles em seus frenéticos esforços para construir grandes obras e grandes e notáveis ministérios. Eles não podem entender o simples fato que essa Companhia de santos está esperando pela voz do Mestre, e eles não ouvem a Deus em toda essa atividade exterior. Eles se moverão a seu tempo, quando o Mestre falar. Mas não antes, mesmo que muitas tentações venham dos potros brincalhões. E os potros não podem entender por que aqueles que aparentemente têm grandes habilidades e força não as estão usando. "Faça a carruagem mover-se," eles dizem, mas os disciplinados, aqueles no arreio de Deus, não são tolos de se moverem antes de ouvirem a voz do Mestre. Eles se moverão a seu tempo, com grande propósito, e grande responsabilidade.

E o Senhor me fez saber que haviam muitos que Ele havia trazido para o treinamento que haviam se rebelado contra a disciplina, e açoite do Pai. E a eles não podia ser confiada a grande responsabilidade de Filhos maduros, então Ele deixou que eles retornassem a sua liberdade, de volta a suas atividades religiosas e revelações e dons. Eles ainda são o Seu povo, ainda se alimentam em Sua pastagens, mas Ele os deixou for a do grande propósito do final dos tempos. Então eles festejam sua liberdade, sentido que eles são Os Escolhidos com os muitos ribeiros de água viva, sem saber que eles foram separados como desqualificados para a Sua grande obra nesse final dos tempos.
E Ele me mostrou que apesar de os açoites parecerem dolorosos nesse tempo, e a disciplina difícil de suportar, mesmo assim, o resultado com toda a glória de Filho vale a pena, e a glória por vir excede em muito o sofrimento que suportamos. E embora muitos percam até suas vidas no treinamento, ainda assim eles participarão na glória de Seus eternos propósitos. Então não desfaleçam, santos de Deus, pois é o Senhor que os traz ao confinamento, e não o seu inimigo. É para o seu bem, e para Sua glória, então suportem todas as coisas com louvor e ações de graças de Ele os ter considerado dígnos de participar de Sua glória! Não temam o chicote em Suas mãos, pois não é para puní-los, mas para corrigí-los e treiná-los, para que vocês se tornem submissos a Sua vontade e sejam achados iguais a Ele naquela Hora. Regozigem nas suas provas, em todas as suas tribulações, e gloriem-se em Sua cruz, e nas limitações do Seu arreio, pois Ele os escolheu, e Ele tomou sobre Si mesmo a responsabilidade de os manter fortes e bem alimentados, então recostem-se sobre Ele, e não confiam na sua própria habilidade e no seu próprio entendimento. Assim vocês serão alimentados, e Sua mão estará sobre vocês, e Sua glória os abrigará e fluirá através de vocês para cobrir a terra. Glória a Deus! Bendito seja o Senhor, Ele é maravilhsos! Deixe que Ele seja Senhor de sua vida, amigos, e não reclame daquilo que Ele fizer acontecer em sua vida.

Abundância no Tempo de Fome

Pois na hora em que a fome varrer a terra, Ele alimentará de Sua própria mão aqueles que se submeteram a Sua perfeita vontade, e que habitam no lugar secreto do Altíssimo. Quando terror atacar a terra, aqueles em Seu arreio não devem temer, pois eles sentirão Seu freio e rédeas e conhecerão a direção do Seu Espírito. Quando outros são fracos e frágeis e amedrontados, haverão aqules que serão fortes na força do Seu poder e não lhes faltará nada de bom. No tempo quando as tradições dos sistemas religiosos têm se mostrado falsas, e seus ribeiros se secaram, então Seus escolhidos falarão com a verdadeira Palavra do Senhor. Então regozigem, Filhos de Deus, que vocês foram escolhidos por Sua graça para essa grande obra nesta última hora.

A cerca que mantinha os potros em suas próprias campinas e em suas próprias pastagens não significa nada para o grupo no arreio, pois os portões abrem para eles, e eles saem puxando a carruagem do Rei a muitos desconhecidos e lindos lugares. Eles não param para comer as ervas venenosas do pecado, pois eles só se alimentam dos estábulos do Mestre. Esses campos eles pisam sob seus pés a medida que marcham nos negócios do Rei. E então para aqueles que são trazidos à absoluta sujeição à Sua vontade, não há Lei. Pois Eles se movem na Graça de Deus, dirigidos somente por Seu Espírito onde todas as coisas são lícitas mas nem todas as coisas são convenientes. Esta é uma região perigosa para o indisciplinado, e muitos cairam no pecado quando pularam a cerca sem Seu arreio e sem Suas rédeas. Alguns acharam que estavam completamente arreados e submissos a Ele, somente para então descobrir que em alguma avenida de suas vidas morava rebelião e teimosia. Vamos esperar diante dEle até que Ele coloque Seu laço ao nosso redor e nos leve para o Seu lugar de treinamento. E que aprendamos os tratamentos de Deus e os moveres de Seu Espírito até que por fim sintamos Seu arreio cair sobre nós, e ouvirmos Sua voz nos guiando. Então haverá segurança contra as armadilhas e ciladas do pecado, e então habitaremos em Sua casa para sempre!

Extraído do site www.coracoesardentes.com.br

sexta-feira, agosto 13, 2010

Deus resolveu te abençoar!

Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? Rm .8.31-32
Se Deus é por nós quem será contra nós? A única resposta esperada para esta pergunta é que é impossível lutar contra Deus! Se Deus está ao nosso lado, como alguém lutará contra Ele?
As pessoas podem não nos apoiar, ou sustentar nas horas dificieis, mas Deus é o nosso apoio. Ele é o sustento que faz com que todos os nãos, todas as portas fechadas pareçam sem importância. Se Ele é por nós, porque a opinião contrária das pessoas parece tão valiosa? Porque tantas vezes nos preocupamos com a atitude das pessoas, mas não nos preocupamos com a ação de Deus sobre nossas vidas?
Ainda que todos nos abandonarem Deus estará conosco: Porque, se meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me acolherá. Salmo 27.10
Deus não poupou seu próprio Filho, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? Pense: havia alguém mais importante que Jesus? Sua morte na cruz é a resposta de que se Ele nos deu seu bem mais precioso, por acaso nos deixará de abençoar? Existe benção maior que a salvação? Nenhuma.
A Palavra de Deus nos encorajar a crer que Deus está resolvido a nos abençoar! Se Ele resolveu, nada poderá deter Suas bençãos sobre nós!
Deus te abençõe!

quinta-feira, agosto 12, 2010

O Senhor é a minha Rocha!

Bom é render graças ao SENHOR e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo,
anunciar de manhã a tua misericórdia e, durante as noites, a tua fidelidade,
com instrumentos de dez cordas, com saltério e com a solenidade da harpa.
Pois me alegraste, SENHOR, com os teus feitos; exultarei nas obras das tuas mãos.
Quão grandes, SENHOR, são as tuas obras! Os teus pensamentos, que profundos!
O inepto não compreende, e o estulto não percebe isto:
ainda que os ímpios brotam como a erva, e florescem todos os que praticam a iniqüidade, nada obstante, serão destruídos para sempre;
tu, porém, SENHOR, és o Altíssimo eternamente. Salmo 92.1-8
O que Deus está dizendo a você hoje?
Ele é a rocha e nele não há injustiça!
Porque Ele é a minha Rocha e a minha justiça! As injustiças humanas jamais poderão superar a justiça de Deus!
Ele te convida a louva-Lo se quiser que sua alegria habite em sua vida.
Por que é bom louvar ao Senhor! Faz bem a alma, aos sentimentos, ao coração e a vida espiritual!
Pela manhã, você pode louva-Lo pela Sua misericórdia!
De noite, pode louva-Lo pela Sua fidelidade!
Como Deus quer ser louvado?
Como todas as minhas forças. Se tiver instrumento, devo tocá-lo! Se não sei usar um instrumento posso usar meu corpo e minha voz!
Fica bem cantar ao Senhor! Em todo o tempo!
O motivo que tenho para louvá-Lo é o reconhecimento de todo o bem que Ele me tem feito!
Somente pessoas insensatas não reconhecem os feitos de Deus. Porque acham que sua força, suas mãos fazem sua alegria, mas os que conhecem a Deus sabem a quem serve.
Sabe que a vida sobre a face da terra, a força humana, a beleza e o conhecimento humano, tudo passará, mas Deus permanecerá para sempre, eternamente!!!
Experimente engrandecer ao Senhor, todos os dias! Pela manha ou a noite, declare as suas maravilhas!
Abandone a preguiça de orar, de ler a Bíblia.
Porque todas as vezes que você se achegar a Ele, Ele ouve e te recebe, nunca dirá que não tem tempo, de manha, de madrugada, a noite, de tarde, está sempre pronto a te receber! As pessoas precisam marcar horários, mas o Senhor sempre te recebe. Como o anfitrião perfeito que é, na Sua mesa há toda sorte de provisão. Há alegria, há vitória, há força.
Quem poderá te impedir de continuar lutando? Se você anda, Ele está contigo. Se você falo, Ele está contigo, no meio da tempestade, no carro, na praia, no ônibus, em casa, no hotel, Ele está contigo. Nunca se esqueça disso!
Deus abençõe você!

terça-feira, agosto 10, 2010

Um Dia de Cada Vez!

Como tem andado o seu nível de ansiedade?
A ansiedade vem se configurando como um dos grandes problemas de nossos tempos. Vida agitada, pressão, stress se somam gerando esta doença que tanto prejudica a qualidade de nossas vidas.
A ansiedade é uma sensação ou sentimento decorrente de uma excessiva excitação do Sistema Nervoso Central.
Nosso cérebro interpreta que estamos próximos de uma situação de perigo.
Um friozinho na barriga, medo, insegurança, nó na garganta.
Quem nunca se sentiu assim?
A ansiedade é parente próxima do medo
Segundo a psiquiatria a diferença entre medo e ansiedade é que o medo existe uma situação real, um fator desencadeante, enquanto a ansiedade não é estimulado por um fato objetivo.
Os sintomas físicos da ansiedade são: taquicardia (batedeira), sudorese (suor frio), tremores, tensão muscular, aumento das secreções (urinárias e fecais) (dor de cabeça).
Veja o que a Biblia diz:
“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” Fp 4.6
O texto bíblico recomenda como antídoto para a ansiedade expor nossa ansiedade diante de Deus. O texto ensina a olharmos a vida de uma forma diferente:
1) Oração e súplica.
2) Ação de graças
3) Apresentando os pedidos a Deus.
A oração nos ensina a depender de Deus.
A ação de graças nos ensina a reconhecer o agir de Deus no passado e que Ele poderoso para a agir no futuro.
Em outro texto sobre ansiedade, Jesus nos chama a observar as aves do céu: (MT 6.25,26): “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?”
Em momentos de tensão observar a natureza é um remédio contra a tensão, correria e stress do dia a dia.
Jesus termina seu sermão contra a ansiedade dizendo que a cada dia basta o seu próprio mal, ou seja, viva um dia de cada vez (Mt 6.34).
Entregue suas preocupações ao Senhor e ore para que você possa viver um dia de cada vez, permitindo assim que Ele seja verdadeiramente o Deus da sua vida!

sexta-feira, agosto 06, 2010

O Senhor é Forte!

Cada vez que escuto os noticiários e vejo as notícias de assassinato, seqüestro, assaltos, guerrilhas, fico pensando o quanto a vida de uma pessoa comum pode ser mudada em um segundo. Isso nos faz pensar em quantas surpresas a vida nos reserva. Algumas são boas, outras são más. Mas, pode haver algo nas situações difícieis que nos surpreenda, além do fato que nos trouxe a aflição?
Paulo, o apóstolo, achava que sim. Veja o que nos diz a Palavra do Senhor:
Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não da nossa parte. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;trazendo sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossos corpos; 2 Co 4.7-10
Na tribulação somos surpreendidos com a força de Deus em comparação com a fraqueza humana!
Deus nos lembra que Ele nos criou, somos pó (poeira, terra, argila, barro), afirma que somos como vasos de argila, que podem ser quebrados facilmente e deixar transparecer o que está dentro de nós.
Nas tribulações Deus nos lembra quem somos, de onde viemos e quem é Deus.
Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não da nossa parte.
Ao falar do poder de Deus usa a palavra excelência (que somente aparece três vezes no NT), que significa superioridade, suficiente, preeminência.
Infelizmente, muitas vezes Deus precisa nos lembrar que Ele sabe mais do que nós, que pode mais do que qualquer governo, metereologista ou analista econômico.
O barro quebra-se com facilidade, ao quebrar deixa a mostra o que tem dentro. O que temos dentro de nós? A vida de Cristo está presente? Quando o sofrimento nos quebra o bom perfume de Cristo transparece? Ou aparece o mau cheiro da raiva, do ódio, da vingança, da injustiça, do mal?
A tribulação revela nossa pouca força, mas se a Palavra de Deus estiver atuando em sua vida, você poderá experimentar o que a Palavra de Deus também diz a seu respeito em Fp 4:13: “Tudo posso naquele que me fortalece”.
Hoje você pode admitir sua fraqueza diante dos problemas e situações adversas, mas também pode experimentar o poder de Deus agindo e o que a Palavra de Deus diz a seu respeito:Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti...Não temas, pois, porque estou contigo; Is. 43.2-5.
Deus abençõe você!

quinta-feira, agosto 05, 2010

Bordado da Vida


Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito. Eu me sentava no chão, olhava e perguntava o que ela estava fazendo. Ela respondia que estava bordando. Todo dia era a mesma pergunta e a mesma resposta. Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada, e repetia: “Mãe, o que a senhora está fazendo?”
Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso. Era um amontoado de nós e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos…Eu não entendia nada.
Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava: “Filho, saia um pouco para brincar, e quando terminar meu trabalho eu chamo você e lhe coloco em meu colo. Deixarei que veja o trabalho de minha posição”.
Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo: Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outras claras? Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados? Por que estavam tão cheios de nós e pontos? Por que não tinham ainda uma forma definida? Por que demorava tanto para fazer aquilo?
Um dia, quando eu estava brincando no quintal,ela me chamou. “Filho, venha aqui e sente em meu colo”. Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado. Não podia crer. Lá de baixo parecia tão confuso! E, de cima, eu vi uma paisagem maravilhosa! Então minha mãe disse:
- “Filho, de baixo para cima parecia confuso e desordenado porque você não viu que na parte de cima havia um belo desenho… Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo”.
Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e dito: “Pai, o que estás fazendo?” Ele parece responder: “Estou bordando a sua vida, filho”. E eu continuo perguntando: “Mas está tudo tão confuso…Pai, tudo está desordenado. Há muitos nós, fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido. Os fios são tão escuros… Por que não são mais brilhantes?”
O Pai parece dizer: “Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se…confie em mim. Eu farei o meu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo, e então vai ver o plano da sua vida da minha posição”.
Às vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas. As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo. É que estamos vendo o avesso da vida. Do outro lado, Deus está bordando.

"Lança o teu cuidado sobre o SENHOR, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado". Salmos 55:22

Desconheço o autor, se alguém souber informe, ok?

quarta-feira, agosto 04, 2010

Quem já pisou no Santo dos Santos...

Esse vídeo foi um momento de uma ministração muito poderosa no último dia do Fogo e Glória, com o Ministério Voz de Muitas Águas. Veja e deleite-se na presença de Deus!

terça-feira, agosto 03, 2010

O Barro e o Oleiro


O profeta Jeremias recebeu uma palavra do Senhor, para que ele fosse à uma olaria. Lá, Jeremias viu a seguinte cena: o oleiro trabalhava em um vaso, quando ele se estragou. O oleiro então desfez aquele vaso e fez um outro, segundo bem lhe pareceu.
“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? -diz o SENHOR; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.” Jeremias 18. 6
O oleiro não trabalha com qualquer barro. Existe um trabalho de preparo do barro: deixado ao sol para secar; em seguida é levado em baldes ou caixotes para um barraco, onde é esmigalhado, peneirado e amassado com água. Depois é feito bolas de barro que irão para a roda.
Deus tem um cuidado especial com aqueles que um dia disseram sim a Ele.
Éramos somente pedaços de barro, jogados no chão da vida, pisados por Satanás, inimigos de Deus. Paulo afirma em Rm 1:28-32 uma lista de erros cometidos pelo barro longe do oleiro: “disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam, cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de deus, insolentes, arrogantes, presunçosos, inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas ,merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam”.
Talvez você não se enxergue nesta lista, mas é assim que se comporta o ser humano sem a ação do Espírito Santo. Assim se comporta aqueles que ainda não receberam o perdão de Deus.
Mas então como o oleiro que primeiramente separa o barro, Deus nos separou para uma nova vida: “Tendo sido, pois justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” Rm 5: 1.
Mas também é necessário nos amassar com águas do Espírito: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto disse ele com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem” Jo 7:38,39.
Você só pode entender a Palavra de Deus se o Espírito Santo lhe ensinar.
Jesus disse que é o Espírito Santo que nos convence do pecado, da justiça e do juízo.
Hoje você pode decidir o que quer ser: um pedaço de barro jogado e pisado nesse mundo ou um pedaço de barro pronto para ser modelado por Deus!

quarta-feira, julho 28, 2010

Jesus, o Libertador

No mês de junho uma escola em Itatira, no interior do Ceará, foi para noticiário nacional: alunos viram um vulto e entraram em transe, numa única noite, 25 alunos foram levados ao hospital (você pode conferir http://www.youtube.com/watch?v=jLbDrg6arOk). Foi uma manifestação coletiva de espíritos maus. Me lembrei da história relatada em Marcos 5.1-15:
Jesus e os discípulos chegaram à região de Gerasa, no lado leste do lago da Galiléia.
Assim que Jesus saiu do barco, foi encontrar-se com ele um homem que estava dominado por um espírito mau.
O homem vinha do cemitério, onde estava morando. Ninguém conseguia prendê-lo, nem mesmo usando correntes.
Muitas vezes já tinham amarrado as suas mãos e os seus pés com correntes de ferro, mas ele quebrava tudo, e ninguém conseguia dominá-lo.
Passava os dias e as noites nos montes e entre os túmulos, gritando e se ferindo de propósito com pedras.
Ele viu Jesus de longe, correu, caiu de joelhos diante dele
e gritou: —Jesus, Filho do Deus Altíssimo! O que o senhor quer de mim? Em nome de Deus eu peço: não me castigue!
Ele disse isso porque Jesus havia mandado: “Espírito mau, saia desse homem!”
Jesus perguntou: —Como é que você se chama? Ele respondeu: —O meu nome é Multidão, porque somos muitos.
E pedia com muita insistência a Jesus que não expulsasse os espíritos maus para fora daquela região.
Acontece que num morro perto dali havia muitos porcos comendo.
Os espíritos pediram a Jesus com insistência: —Nos mande ficar naqueles porcos; nos deixe entrar neles!
Ele deixou, e os espíritos saíram do homem e entraram nos porcos. E estes, que eram quase dois mil, se atiraram morro abaixo, para dentro do lago, e se afogaram.
Os homens que estavam tomando conta dos porcos fugiram e espalharam a notícia na cidade e nos campos. Muita gente foi ver o que havia acontecido.
Quando chegaram perto de Jesus, viram o homem que antes estava dominado por demônios; e ficaram espantados porque ele estava sentado, vestido e no seu perfeito juízo.

Enquanto esperam o julgamento ou o Dia do juízo os demônios gozam de certa liberdade para exercerem seus maus tratos na terra, preferencialmente possuindo pessoas, tomando sua consciência.
Em Ap 9.5 os demônios são comparados a gafanhotos que fazem os homens sofrer sem leva-los a morte. Andam em bandos e destroem tudo aonde chegam.
Aquele homem, cujo nome nós não sabemos estava possuído por espíritos malignos. Vivia no cemitério, andando em meio aos cadáveres. Ninguém conseguia aquieta-lo. Ao ser preso com cadeias e correntes de ferro, conseguia arrebenta-las. Não havia sossego para sua alma (v. 5). Andava de dia e de noite. Gritava. Ferindo-se com pedras.
Os demônios conhecem a Jesus, sabem que Ele é o Filho de Deus, reconhecem o Seu domínio. Os seres humanos se recusam a crer, mas o império do mal sabem quem é Jesus e ao serem confrontados com o nome de Jesus, são tomados de pavor. (v.7).“Atormentar- nos antes do tempo”: é uma referencia ao juízo de Deus.
Os demônios atormentam as pessoas e as escravizam. Levam as pessoas a atitudes de auto-destruição. É o grande promotor e propagandista da ansiedade.
O homem é fraco e deixa-se enganar pela astúcia do diabo. Ferindo a si mesmo e a outros seguindo instruções do diabo, muitas vezes sem perceber. Mas é esse homem, fraco e que se deixa enganar pelo diabo, que também tem o poder de decisão de clamar e gemer por ajuda. Pedir ajuda a quem? A Jesus!
Quem é Jesus? Jesus é o libertador por excelência! Aquele que ordena e os demônios obedecem. É o Filho do Deus Altíssimo.Aquele que liberta do pecado, que é a porta de entrada dos espíritos malignos.
Jesus é o que tem compaixão da família (v.19). Após ter visto tanto sofrimento, a familia deve ser a primeira a ver e a ouvir a transformação que Cristo operara naquele homem.
Não importa o qual preso você possa estar, Jesus pode e quer libertar!
Deus te abençõe!

segunda-feira, julho 26, 2010

Nossa Realidade Espiritual

Assim diz o Senhor, que te criou, e te formou desde o ventre, e que te ajuda: Não temas, ó Jacó, servo meu, ó amado, a quem escolhi. Isaias 44.2
Nesse texto Deus fala a respeito de mim e de você! Três realidades que precisamos conhecer para não sermos enganados por satanás.
1. Pecador: O nome “Jacó” significa usurpador, aquele que engana. Ao chamar seu povo de Jacó, está lembrando exatamente quem somos: pecadores.
“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” Rm 3.23.
“Não há um justo sequer” Rm 3.9
Ao lembrar da nossa condição pecaminosa, Deus está demonstrando seu grande amor.
“Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores”. Rm 5.8
2. Amado: Deus lhe ama! Seu amor é fiel, constante e leal. Se importa com você. A Bíblia afirma acerca desse amor quando diz: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna” Jo 3.16.
3.Escolhido: Você não é somente amado, você é um escolhido do Senhor!
“Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros...” Jo 15.16
Deus fala a respeito de Seu futuro!
Não temas!
Existem aproximadamente 58 ocorrências da expressão “não temas”.
Homens como Abraão, José, Moisés, Josué, Gideão, Samuel, Davi, Elias, ouviram esta frase da boca de Deus. Hoje Deus está dizendo a você!
Gênesis 15.1: Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abrão numa visão, dizendo: Não temas, Abrão; eu sou o teu escudo, o teu galardão será grandíssimo.
Daniel 10.19: E disse: Não temas, homem muito amado; paz seja contigo; sê forte, e tem bom ânimo
Isaías 54.4: Não temas, porque não serás envergonhada;
Jeremias 46.28: Tu não temas, servo meu, Jacó, diz o senhor; porque estou contigo;
Apocalipse 1.17: Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último.
De Gênesis a Apocalipse, a voz de Deus, que é a Sua Palavra, nos diz: Não temas!
Não temas os problemas, por que sou contigo!
Não temas desilusões, decepções ou frustrações, aquieta-te e tem bom animo!
Não tenha medo do futuro, Eu sou o teu futuro!

sexta-feira, julho 23, 2010

Restauração da Visão


Saindo eles de Jericó, seguiu-o uma grande multidão;
30 e eis que dois cegos, sentados junto do caminho, ouvindo que Jesus passava, clamaram, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós.
31 E a multidão os repreendeu, para que se calassem; eles, porém, clamaram ainda mais alto, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós.
32 E Jesus, parando, chamou-os e perguntou: Que quereis que vos faça?
33 Disseram-lhe eles: Senhor, que se nos abram os olhos.
34 E Jesus, movido de compaixão, tocou-lhes os olhos, e imediatamente recuperaram a vista, e o seguiram.
Mt 20.29-34
Jesus foi movido por compaixão para curar esses homens. Compaixão é colocar-se incondicionalmente ao lado do outro, um forte sentimento de aliviar a dor e o sofrimento do outro. Ter compaixão faz parte o caráter de Jesus.
Quem tem compaixão está disponível, disposto a ouvir e a dar-se a si mesmo pela outra pessoa. Jesus se deu por mim e por você!
Jesus não ficou somente no sentimento, foi além, tocou nos olhos deles!
Aqueles homens eram cegos, não podiam ver a luz do sol. Não podiam ver Jesus, nem a sua face. Jesus quer tocar em Seus olhos hoje. Para que você veja a Sua face.
Muitos andam as cegas, não tem discernimento espiritual, não sabem qual é a vontade de Deus para suas vidas, andam cambaleando porque não conseguem enxergar a presença de Deus em suas vidas!
Não ter luz é andar por si mesmo. É viver para satisfazer seus desejos, sua vontade, seu eu. Viver sem relacionamento com Deus. Por isso Jesus quer tocar em seus olhos. Porque o toque de Jesus, cura, restaura, purifica, fortalece.
Ao toque de Jesus eles recuperaram a visão. Talvez aqueles homens um dia haviam enxergado e por algum motivo deixaram de ver. Quem sabe um dia você teve um relacionamento com Deus, você orava, tinha sede de Deus, e isso hoje se perdeu.
Deus quer lhe restaurar a visão para que você O veja presente em sua vida. Para que você O conheça, não somente de novo, mas saiba quem Ele é!
Deus lhe abençõe!

Pastora Fátima

O Vigor de um Idoso

Quero compartilhar com você acerca de um idoso, chamado Calebe, e que por causa de sua perseverança aos 85 anos recebeu uma grande vitória. Essa história está descrita em Josué 14:6-15:
O povo da tribo de Judá foi falar com Josué em Gilgal. Calebe, filho de Jefoné, do povo quenezeu, disse a Josué: —Você sabe o que o SENHOR disse a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, a respeito de você e de mim.
Eu tinha quarenta anos quando Moisés, servo do SENHOR, me enviou de Cades-Barnéia para espionar a terra. E eu dei um relatório que sabia que era verdadeiro.
Os homens que foram comigo espalharam o medo no meio do povo, mas eu obedeci fielmente ao SENHOR, meu Deus.
Naquele dia Moisés me fez a seguinte promessa: “Calebe, você obedeceu fielmente ao SENHOR, meu Deus. Por isso fique certo de que você e os seus filhos serão donos para sempre de toda a terra que pisarem.”
E Calebe continuou: —Agora veja! Faz quarenta e cinco anos que o SENHOR Deus disse essas coisas a Moisés. Isso foi no tempo em que o povo de Israel atravessava o deserto; e o SENHOR me tem conservado com vida até hoje. Olhe para mim! Estou com oitenta e cinco anos
e me sinto tão forte hoje como no dia em que Moisés me mandou espionar a terra. Ainda tenho bastante força para combater na guerra e para fazer o que for preciso.
Agora me dê essa região montanhosa que o SENHOR me prometeu quando os meus companheiros e eu demos o relatório. Naquele tempo dissemos a você que os gigantes anaquins estavam lá, morando em grandes cidades cercadas de muralhas. Se o SENHOR estiver comigo, eu os expulsarei, como ele prometeu.
Então Josué abençoou a Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu a cidade de Hebrom para ser sua propriedade.
Até hoje Hebrom pertence aos descendentes de Calebe, filho de Jefoné, do povo quenezeu, porque ele obedeceu fielmente ao SENHOR, o Deus de Israel.
Antes disso Hebrom era chamada de Quiriate-Arba. Arba havia sido o maior dos anaquins. Então houve paz na terra.

O que podemos aprender com este homem de 85 anos? Como ser vitorioso após tantos anos esperando pela realização de uma promessa?
Calebe conservou na memória a promessa de Deus (6-9), repete a história, a experiência que teve no deserto estava tão presente, tão viva, que não se apagou do seu coração. Haviam dois motivos para isto: Calebe era perseverante em crer no Senhor (v.8) e porque enxergava com o coração: “relatei como sentia no coração” (v. 7).
Calebe era grato a Deus: não era questão somente de ter boa saúde, reconhecia que sua vida era dom de Deus, conservação do Senhor. Não demonstrou cansaço em estar vivendo, pelo contrário, suas palavras demonstram gratidão por estar vivo. (v. 10)
Calebe apesar da idade estava disposto a lutar. Sua mente era mente transformada, renovada (v. 11). Sua idade e o tempo não abateu suas forças. Sua convicção dada pela palavra do Senhor, pela memória do que lhe trazia esperança, dava-lhe segurança do que queria fazer: “Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia” (v.12)
Calebe trazia uma confiança muito forte da presença de Deus com ele (v.12): “o Senhor, porventura, será comigo, para os desapossar, como prometeu.”. Sabia da força dos inimigos (enaquins – gigantes). Conhecia a força do Senhor.
O que nos diferencia de Calebe: a idade? Ou a fé e a perseverança?
Você tem sido grato a Deus? Ou tem levado a vida como um fardo? Gratidão é sentimento humano, cabe a pessoa humana reconhecer que a vida é dada por Deus. Há idosos que lutam pela vida e há jovens que desistiram de viver. Será que é este o seu caso?
Uma mente transformada pelo Espírito vê o Senhor antes dos obstáculos, eles existem, são inegáveis, mas pela fé, posso ver o invisível, porque o Senhor prometeu: “Pois contigo desbarato exércitos, com o meu Deus salto muralhas” Sl 18: 29.
O tempo não é suficiente para destruir uma vida transformada pelo Espírito. A Palavra é clara: “O justo florescerá como a palmeira... na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor” Sl 92: 12, 14.
A terra que Calebe herdou era terra de gigantes. Você pode até ter idade avançada, ou então como Jeremias “não passo de um menino”, sabe que existem grande fortificações, mas se seu olhar está voltado para o Deus Criador que fez os céus e a terra, que abre o mar, que despedaça a lança, que despede chamas de fogo, que queima os carros e seus cavaleiros, que põe fim à guerra, pode confiar, a vitória é sua! Este é o Deus da Palavra. Este é o Deus que você confia?

quinta-feira, julho 22, 2010

Recebe a Honra, Senhor!

Essa música é bem antiga, mas nesse dia a única coisa que quero proclamar que Ele, o Rei Jesus, merece honra e adoração!

terça-feira, julho 20, 2010

Confiar no Deus que age


Is 64.4: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera”.
Quero desafiar você hoje a confiar no Deus que age.
Dois verbos fundamentais para aqueles que querem viver uma vida de vitória: confiar e agir
Confiar: ter confiança ou fé, ter esperança em, contar com, esperar por algo ou por alguém, entregar com segurança.
Agir: operar, atuar, obrar, proceder.
Nesse texto temos duas ações: uma é a ação do ser humano, outra é a ação de Deus.
O ser humano deve agir esperando, confiando em Deus.
Em resposta a essa confiança: Deus age! Trabalha para aqueles que nele esperam!
O que significa dizer que Deus age? Deus age aleatoriamente? Deus está a nosso serviço? Suas ações são para nosso bel-prazer? Deus age indiscriminadamente? De qualquer maneira? Não! Deus não age na ilegalidade! Tudo que Deus faz está dentro de princípios, que Ele mesmo estabeleceu.
A ação de Deus está relacionada com seu propósito de se relacionar com o ser humano.
A Palavra de Deus é a boca de Deus para nós. É ela que nos mostra a maneira que Deus age para cumprir seu propósito. Veja como foi na vida de Abraão.
Deus fez uma promessa a Abraão. Desafia Abraão a sair de sua terra e do meio de sua parentela, e Ele mostraria uma terra, onde ali faria de Abraão uma grande nação, abençoando seus descendentes. Gn 12. 1-3
O sonho de Abraão foi crescendo, na terra de Siquém, Deus diz a ele: “vou dar a sua descendência essa terra, seus filhos e netos brincarão aqui”. Gn 12.7
Abraão tornou-se muito rico, Gn 13. Ao se separar de Ló, Deus diz a Abraão mais uma vez: “Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente, porque toda essa terra que vês, eu darei a ti e a tua descendência, para sempre” Tome posse da terra, vá percorrê-la, por que ela é sua, Abraão. Gn 13.14-18.
Alguns anos se passaram, a promessa de Deus queimava no coração de Abraão. Novamente Deus renova a promessa (Gn 15). Mas, Abraão continuava sem filhos! Ele já havia pensado em fazer de seu servo Eliezer, seu herdeiro. E Deus continuou lhe dizendo: “Olha para os céus e conta as estrelas, se é que podes. Será assim a tua descendência”.
Abraão tinha uma promessa de Deus para sua vida: filhos, descendentes.
Ter filhos é dar continuidade a própria existência. Abraão diz ao Senhor começa a questionar a promessa do Senhor, porque até aquele momento continuava sem filhos. Veio então a idéia de Sara e nasceu Ismael, Abraão estava com 86 anos.
E Deus disse a Abraão que continuasse esperando!
14 anos depois do nascimento de Ismael, quando Abraão estava com 100 anos, diz a Palavra: “Visitou o Senhor a Sara, como lhe dissera, e o Senhor cumpriu o que lhe havia prometido. Sara concebeu e deu à luz um filho a Abraão na sua velhice, no tempo determinado, de que Deus lhe falara” Gn 21:1-2.
Deus agiu cumprindo assim sua promessa! De alguém cujo corpo estava amortecido, saiu uma posteridade! Deus agiu em favor de Abraão!
Além de alegrar o coração de Abraão, dando continuidade a sua história, Deus tinha em mente seu propósito de salvar a humanidade através da descendência de Abraão, de separar um povo para levar sua gloria a todas as nações. E através desse povo, fazer nascer aquele que é o Salvador da humanidade, Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.
Na historia de Israel, muitas e muitas vezes, Deus agiu, intervindo na história do seu povo: libertando do jugo de Faraó, nas batalhas de Davi contra os filisteus, na vida Jó, na vitória de Josafá sobre Moabe (II Cr 20); trazendo o povo do exílio, usando a vida de Neemias.
Mas a maior intervenção na história da humanidade, foi quando Deus visitou com “o sol nascente nas alturas, para alumiar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz” Lc 1:78,79.
“Se Deus não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura não nos dará graciosamente com Ele todas as coisas?” Rm 8.32
A Palavra do Senhor nos diz: “Eis que eu sou o Senhor, o Deus de todos os viventes; acaso, haveria coisa demasiadamente maravilhosa para mim?”
O Deus que conhecemos, que a Palavra do Senhor nos apresenta é Deus que age em favor do seu povo, o mais difícil em já fez por nós! A nossa salvação! Será que existe algo tão difícil que Ele não possa realizar para você?
Qual é a sua resposta para Deus? Como deve sua resposta?
Confie no Senhor e tenha uma fé firme e resoluta. Deus é contigo e está agindo em seu favor!
Deus te abençõe!

Pra. Fátima

domingo, julho 18, 2010

Ver Jesus

Então eles olharam em volta e não viram ninguém, a não ser Jesus. Mateus 17.8.
Os discípulos Pedro, Thiago e João saíram com Jesus para o monte com o objetivo de orar e ficaram impactados pelo que viram.
Eles viram Jesus transfigurado: o rosto brilhava como o sol, suas roupas tornaram-se brancas como a luz. Viram Jesus, Moisés e Elias. Viram uma nuvem luminosa.
Ouviram uma voz vinda da nuvem dizendo: Este é meu filho amado, em quem me comprazo; a Ele ouvi. Mas aquela experiência maravilhosa passou e ele então “olharam em volta e não viram ninguém, a não ser Jesus. Mateus 17.8.
O que você faz quando a festa termina? Ou seja, quando, as circunstancias não lhe são favoráveis? Briga? Esperneia? Chora? Desiste? Joga a culpa nos outros? O que você faz quando o “mar não está prá peixe”? ou quando os “ventos não lhe são favoráveis”? O que você faz?
Você precisa levantar os olhos para ver Jesus! Para ver Jesus é preciso pare de olhar para as coisas aqui debaixo.
“PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis, com ele, em glória”. Cl 2.1-4
Se você mantiver seus olhos aqui em baixo a única coisa que você vai ver é sofrimento, morte e dor. Eleve seus olhos!
Não é deixar de enxergar o que está acontecendo a nossa volta, mas quando olhamos para o Alto, encontramos as respostas, porque as respostas não estão nas pessoas, nem nas situações, mas nossa resposta está no Senhor, criador do céu e da terra!
Deus convida você hoje a olhar somente a Jesus! Abra seus olhos e veja!

sexta-feira, julho 16, 2010

Você não está trancado!


A meditação abaixo foi extraída do site do devocional diário No Cenáculo: acesse http://www.editoracedro.com.br/. Leia, medite e deixe que o Espírito Santo fale ao seu coração!
Deus abençõe você!

Pastora Fátima


Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8.36
A empresa para a qual trabalho tem uma grande câmara frigorífica para guardar as frutas frescas que vendemos. Na primeira vez em que entrei na câmara para buscar algo, estava tão frio que podia ver minha respiração no ar gelado, e minha roupa, de repente, pareceu fina como um lenço de papel. Fiquei ansiosa para voltar ao ar quente. Mas, quando me virei para sair, não havia maçaneta na porta. Comecei a entrar em pânico. Tive medo de morrer congelada antes que alguém viesse me resgatar. O fabricante da câmara deve ter imaginado essa situação; uma placa no lado interno da porta dizia: "Você não está trancado no interior". Eu, rapidamente, empurrei a porta e saí. Mais tarde, pensei nas ocasiões em que me senti trancada espiritual ou emocionalmente, sem esperança de conseguir sair. Houve vezes em que me senti deprimida e não queria continuar porque não achava que voltaria a ser feliz. Meses de desemprego começaram a parecer eternos. Sempre que as coisas pareciam sombrias e sem esperança, Deus me lembrava: "Você não está trancada. Eu enviei meu filho, Jesus, para libertá-la". Quando confiamos em Deus, oramos e lemos a Bíblia, ganhamos esperança de que as portas se abrirão, a cura virá e nossos corações e mentes serão transformados.
Oração: Amado Deus, ajuda-nos a confiar que, por mais presos que nos sintamos, Tu nos ofereces liberdade e plenitude de vida. Em nome de Jesus. Amém.
Pensamento para o dia: Nenhuma armadilha é tão forte que Deus não nos possa libertar dela.
Oremos por alguém que esteja se sentindo preso numa armadilha da vida.
Norma Newton (Oklahoma, EUA)

quarta-feira, julho 14, 2010

Pessoas que Deus está procurando Parte 3

“Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade” At 13.22
Deus encontrou Davi! Deus quer encontrar você como encontrou a Davi.
Deus está a procura de pecadores arrependidos, de verdadeiros adoradores e também de pessoas que oram:
“Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei” Ez 22.30.
Davi era um homem de oração. Basta uma rápida leitura do livro de Salmos: “Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração”. Salmo 4.1
“De manhã, Senhor, ouves a minha voz; de manhã te apresento a minha oração e fico esperando” Salmo 5.3
Por que Deus está procurando pessoas de oração?
Por que existe uma luta espiritual. Veja o que diz o profeta Joel 3.9,10: “Proclamai isto entre as nações: Apregoai guerra santa e suscitai os valentes; cheguem-se, subam todos os homens de guerra. Forjai espadas das vossas relhas de arado e lanças, das vossas podadeiras; diga o fraco: Eu sou forte”.
Em Ef 6.12: “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”.
Orar é combater: Não é Deus quem retém as bençãos do seu povo, mas satanás e seus demônios. Quem ora se coloca face a face com Deus e face a face com Satanás quando este tenta interceptar sua oração.
“Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia”. Daniel 10.12-13
Quem ora, obedece a Palavra de Deus. Jesus ensinou: E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.João 14:13
Você pede ao Pai, em nome de Jesus, com o auxilio do Espírito Santo.
Deus está a procura de pessoas arrependidas, de adoradores e de intercessores. Você quer ser encontrado por Ele? Então comece hoje colocando sua vida diante de Deus, e se colocando a sua disposição para ser usado por Ele!
Deus te abençõe!

Pastora Fátima